Roteiristas brigam por sexo em "Celebridade"

Como todo mundo vê novela das 8, a coisa incomoda, mesmo indo ao ar às 9. A dose de cenas de nudez e sexo em Celebridade virou alvo de discussão entre uns e outros, muito mais que os casos de exploração de miséria alheia, não raro recheados com tiroteios nos programas de fim de tarde - o que, evidentemente, mereceria mais vigilância que nudez em novela. De toda forma, é legítimo que se discuta se a dose de corpos e sexo no folhetim de Gilberto Braga é over ou não. Mas eis que a própria classe de roteiristas não consegue travar um debate civilizado a respeito. Um dos membros da ARTV - Associação de Roteiristas de TV - Wilson Alves, vem sendo ameaçado de expulsão do grupo só pelo fato de ter se levantado contra cenas de sexo em Celebridade.Wilson começou a ser execrado pelo time em uma extensa troca de e-mails entre o grupo. Uma das mensagens diz: "A ARTV e a lista da ARTV podem ser uma excelente oportunidade para roteiristas iniciantes conhecerem melhor o mercado, encontrarem colegas e, quem sabe, descolarem algum frila ou emprego (...) Para um iniciante, comprar briga na lista da ARTV com colegas mais antigos é uma atitude no mínimo imbecil (...) Exponham seu talento e não perturbem quem já está trabalhando. Fui claro?" Outro emissário sugere que Wilson crie um site do tipo "odeio Gilberto Braga" ou "odeio sexo em telenovelas" - "dá mais ibope para as Senhoras de Santana", conclui. "Não odeio o Gilberto Braga, apenas lamento o atalho fácil (...), apenas emiti minha opinião, parece que é pecado, peço perdão", rebateu Wilson.Toda essa troca de farpas inclui trecho de uma outra mensagem que brinca com a síntese de que a existência de sexo na TV, com ou sem exposição de corpos, é fatal: "concordo que o controle remoto é uma opção para esse horário. Só é preciso tomar cuidado para não pôr no Discovery nem no Animal Planet, pois corre-se o risco de se dar de cara com uma cena de sexo entre um leão e uma leoa (...) Claro que em Terra Nostra (Benedito Ruy Barbosa), todo mundo foi de todo mundo e só a Juliana teve dois filhos de matrizes diferentes. (...) Em Laços de Família (Manoel Carlos), o personagem do José Mayer só não fez sexo com o cavalo (...) Em vez de sofrer incômodo com cenas de sexo, desligue-se a TV e se faça sexo (...)".

Agencia Estado,

27 de outubro de 2003 | 11h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.