Rosto de Tutancâmon é exposto pela 1a vez ao público no Egito

Tutancâmon, que morreu no final da adolescência, comandou o Egito entre aproximadamente 1361 e 1352 aC

CYNTHIA JOHNSTON, REUTERS

04 de novembro de 2007 | 14h46

O Egito colocou a múmia de Tutancâmon emexposição no Vale dos Reis neste domingo, dando aos visitantesa primeira chance de ver o rosto do jovem faraó que morreu hámais de 3.000 anos. No pouco iluminado lugar onde o corpo estava sepultado,trabalhadores removeram a tampa do caixão de Tutancâmon e oiçaram para fora do sarcófago de pedra, onde o faraó haviapassado a maior parte do tempo desde sua morte prematura. O corpo foi então levado para um ambiente climatizadoenvolto com acrílico. Sua face enrugada é visível em uma ponta.Um tecido branco de linho cobre seu corpo, e pés enegrecidosprojetam-se na outra ponta. A múmia tem as maçãs do rosto protuberantes, pele rachada enegra, e um nariz intacto. Zahi Hawass, arqueólogo-chefe do governo egípcio,supervisionou a operação, que foi transmitida ao vivo poralgumas redes de televisão. "O rosto de Tutancâmon é diferente do rosto de qualqueroutro rei exposto no Museu de Cairo", disse a repórteres. "Ele tem esses belos dentes e... os turistas verão algocomo um sorriso no rosto do menino dourado", acrescentou. "Issoo fará viver para sempre." A múmia ficará exposta ao público em geral a partir desegunda-feira. Tutancâmon, que morreu no final da adolescência, comandou oEgito entre aproximadamente 1361 e 1352 antes de Cristo. Ele éo único faraó cuja tumba não foi saqueada na Antiguidade. O arqueólogo britânico Howard Carter descobriu a tumba noVale dos Reis, perto da atual Luxor, em 1922. Seus tesouros,incluindo a famosa máscara funerária e os móveis, fascinaram acomunidade arqueológica. Ainda que os artefatos tenham rodado o mundo, o corpomumificado foi examinado em detalhes em poucas oportunidades.

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOTUTANCAMONEXPOSICAO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.