Rosa Chá explora o Brasil de Hollywood

Tudo no desfile da Rosa Chá, que abriu o penúltimo dia de desfiles, lembra o tropical. Desde as imagens dos filmes de Carmen Miranda, cujos direitos autorais foram comprados pela grife, até a música de Elis Regina e as estampas de frutas e flores. Paulo Zulu foi a sensação do desfile. A cada uma de suas entradas, a pláteia feminina delirava. Outro destaque foi Pedro Camargo Mariano, filho de Elis, que interpretou ao vivo, músicas de sua mãe.Os seios e o colo realmente estão no auge. A Rosa Chá confirma a tendência e traz a modelo brasileira, Ana Paula, que está fazendo sucesso na Alemanha, de topless. Os soutiens são trabalhados de forma que, a cada look uma parte do seio fica aparente. São recortes estratégicos feitos para espreitar parte da sensualidade feminina. Nas parte de baixo, modelos cavados, de cintura baixa, tanguinha, fio dental e até os mais comportados. As estampas aparecem em vários desenhos e cores. Ora florais ou com frutas (caju, abacaxi, banana, morango), ora com estampas geométricas como listrados, quadriculados ou bolas. O melhor momento são os florais com desenhos de ibiscos multicoloridos. As cores são fortes e neutras: amarelo, laranja, turquesa, roxo e vermelho, se misturavam a cor de pele, bege, marrom, preto e branco.Zulu vermelho - No masculino, Paulo Zulu foi a estrela. Na primeira entrada do modelo ele aparece com uma sunga amarela com uma faixa cor da pele e havaianas pretas. Sucesso geral que chegou até a constranger o modelo, que ficou vermelho como o shorts que usava em uma das entradas. Pedro Paulo Diniz também emprestou o seu corpo escultural e atravessou a passarela com uma sunga com fundo preto estampas de cajus. Nos acessórios para praia, o estilo Carmen Miranda continua: Argolas, penduricalhos colocados nas laterais dos biquinis, blusinhas de musselina com babados, calças de cintura baixa transparentes e saias assimétricas. Na cintura, cintinhos finos davam um toque sensual. Nos pés, sofisticação: sandálias de salto alto douradas com tiras transparentes. Tudo combinando com as bolsas também douradas ou pochetes. A Rosa Chá abriu o dia da moda praia, trazendo para a passarela todos os estereótipos hollywoodianos do que é o Brasil. Reforça a imagem de um País tropical, com muita mulher bonita e sensualidade.

Agencia Estado,

03 de julho de 2000 | 20h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.