Romulo Fróes

O compositor escolhe músicas para dias nublados.

, O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2010 | 00h00

1. IMITAÇÃO (BATATINHA)- Gilberto Gil.

"Batatinha tinha acesso direto aos sentimentos mais rebaixados da vida. Ele os tratava pelo nome, respeitava sua condição. Via a cor do frio e a beleza da escuridão."

2. PARA UM AMOR NO RECIFE - Paulinho da Viola.

"Para ouvir atravessando a ponte da Boa Vista numa tarde vazia de domingo no Recife."

3. PODE SORRIR - Nelson Cavaquinho.

"O sorriso trastejado de Nelson Cavaquinho, transformado em

mágoa, despedaçando o coração e desafiando o orgulho do homem abandonado por seu amor."

4. OUTUBRO - Milton Nascimento e Fernando Brandt.

"Matar com amor essa dor em um verso no limite do cafona, transformado em beleza imensa pela voz de Milton."

5. É DOCE MORRER NO MAR - Dorival Caymmi.

"Caymmi encarnando a dor da companheira do pescador levado pelas ondas verdes do mar. Por seu canto justo e grave, a notícia da morte parece algo doce."

6. ACONTECE - Cartola.

"Entre a doçura e a frieza, ele canta o fim do seu amor à amada. Porque tudo no mundo acontece, acontece que já não sei mais amar."

7. POIS É (CHICO BUARQUE) - Elis Regina e Tom Jobim.

"Prendemos a respiração e seguimos com Elis, que encadeia a linda letra com um sopro quase sem pausas. Difícil recuperar o ar diante de tanta beleza. Pois é, então."

8. ASSUM PRETO - Luiz Gonzaga.

"A paisagem e os sentimentos descritos a partir dos olhos cegos do pássaro cego do sertão. Gênio!"

9. ANTONICO (ISMAEL SILVA) - Gal Costa.

"Faça por ele como se fosse por mim. Como não obedecer a um pedido feito por Ismael, transmitido pela voz de Gal no seu auge?"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.