Romancista chinês ganha o Nobel de Literatura

O romancista chinês Gao Xingjian foi o vencedor deste ano do prêmio Nobel de Literatura "por sua pungente introspecção e engenhosidade lingüística que abriram novos caminhos para o drama e o romance chineses", informou hoje a academia.Gao tem 60 anos e nasceu no leste da China. Atualmente, vive na França onde trabalha como tradutor, dramaturgo, diretor e crítico, além de escrever romances. Desde 1986, quando seu texto A Outra Margem foi banido, nenhuma de suas peças é representada na China. O escritor deixou seu país em 1987 e se instalou em Paris por um ano como refugiado político. Ele é o primeiro chinês a receber o Nobel de Literatura. Ele insiste em ter encontrado a liberdade por meio da literatura", diz o texto da academia.O Prêmio de US$ 922.000 será entregue no dia 10 de dezembro em Estocolmo, dia de aniversário da morte de Alfred Nobel (1833-1896), seu criador.

Agencia Estado,

12 de outubro de 2000 | 10h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.