Roger Waters abre Festival Amazonas de Ópera

Ex-líder do Pink Floyd abriu o 12.º Festival Amazonas de Ópera, com 'Ça Ira'

PEDRO HENRIQUE FRANÇA, Agencia Estado

16 de abril de 2008 | 14h04

Não eram muitos os que conheciam Roger Waters (sim, o ex-líder do Pink Floyd) que abriu na noite de terça, 15, o 12.º Festival Amazonas de Ópera, com Ça Ira. Mas alguns, que sabiam quem era, arriscavam palpites antes da apresentação. "Honestamente, ou vai ser muito bom ou vai ser muito ruim", comentou Mario Nelson Duarte, que veio de Teresópolis (RJ).A dúvida fazia sentido. Afinal, o que esperar da apresentação de uma ópera composta por aquele veterano do rock que encheu o Estádio do Morumbi há um ano? Tendo como mote a Revolução Francesa, que eclodiu no país europeu entre 1789 e 1799, Waters deu a resposta logo no primeiro ato de Ça Ira, cujo libreto é de Étienne e Nadine Roda-Gil.Com um grande elenco infantil e música com claras referências dos tantos anos de carreira no rock, foi quase impossível não lembrar de The Wall. E, se para a grande maioria presente ao Teatro Amazonas a canção mais conhecida do Pink Floyd é Another Brick in the Wall, foi exatamente este clima que sentiram já nas primeiras cenas (que se repetiriam ao longo da ópera), escudadas pelas crianças ao fundo e com uma orquestra que trazia harmonias aceleradas conduzidas pelo maestro Luiz Fernando Malheiro.Em cima de uma comunicação fácil, sem complexidade, Waters construiu uma ópera rock recheada de clichês, com um desfecho otimista (ou moralista) em mensagens para que o mundo dê certo. Assim, conquistou boa parcela do público, que ovacionou a apresentação, principalmente quando ele (o próprio) entrou ao palco para os agradecimentos.'Ça Ira ainda terá duas récitas na próxima semana (dias 22 e 24/4). Até sábado, a programação inclui  A Canção da Terra', de Gustav Mahler, e Ariadne em Naxos (Richard Strauss) - ambas com montagens inéditas. E Festival de Amazonas está apenas na semana de estréia. O encerramento é em 31 de maio, com a ópera Turandot, de Puccini. Waters, que chegou na última sexta-feira, retornou nesta quarta, 16, para os Estados Unidos.   O repórter viajou a convite da organização do evento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.