Roger Pereyfitte morre aos 93 anos

O escritor francês Roger Pereyfitte, conhecido pelas polêmicas envolvendo seus romances, morreu hoje aos 93 anos, em Paris. Autor de mais de 30 livros, tem entre seus mais conhecidos As Amizades Particulares, de 1944, que o projetou para a fama. Inspirado em seu tempo de internato, a obra relata as relações homossexuais entre adolescentes. O livro foi condecorado com o prêmio Renaudot, em 1945. Em 1964, ganhou versão cinematográfica, dirigida por Jean Delannoy. O ex-diplomata escandalizou também com O Fim das Embaixadas, de 1951, no qual descreve a diplomacia francesa antes da invasão alemã na segunda Guerra Mundial, provocando a ira do ministério das Relações Exteriores da França. Seu outro livro, As chaves de São Pedro, de 1955, rendeu-lhe condenação por ultraje à religião, na Itália. Pereyfitte protagonizou, também, muitos processos. Em um deles, em 1969, foi condenado a indenizar em US$ 11 mil a atriz Marlene Dietrich, acusada em um de seus livros de ter mudado sua opinião política por motivos publicitários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.