Rodney Atkins nega acusação de abusos e pede divórcio

O cantor de música country Rodney Atkins negou as acusações de que teria tentado sufocar sua mulher com um travesseiro em novembro e entrou com um pedido de divórcio, disse sua advogada em comunicado nesta quinta-feira.

REUTERS

16 de dezembro de 2011 | 10h22

Registros do tribunal indicam que em 21 de novembro, a mulher de Atkins havia 13 anos, Tammy Jo, chamou a polícia e alegou que ele tinha tentado sufocá-la com um travesseiro e a empurrou através de um corredor depois de ter bebido. Os eventos ocorreram diante do filho, de 10 anos, segundo os documentos.

Atkins foi detido pela polícia e depois libertado mediante pagamento de fiança. Mas a advogada de Atkins, Rose Palermo, emitiu um comunicado na quinta-feira afirmando que a briga foi apenas "uma infeliz discussão" entre marido e mulher.

"Quando o sr. Atkins percebeu que seu filho estava ouvindo a discussão, sua primeira prioridade se tornou sair do âmbito de escuta da criança", disse Palermo em comunicado.

Palermo disse que as alegações da mulher de Atkins eram "completamente falsas".

"O sr. Atkins percebeu que não teria outra alternativa senão entrar com um pedido de divórcio. Desde que prestou a queixa... ele tem passado tempo substancial com o filho e continuará fazendo isso enquanto o divórcio estiver pendente."

Entre as músicas do cantor estão "Cleaning This Gun", sobre como criar filhas adolescentes, e o sucesso "Watching You". Sua esposa apareceu no recente videoclipe de "Farmer's Daughter".

Em comunicado, Palermo disse que Atkins "pede privacidade neste momento" e que ele "quer agradecer a todos os fãs por apoiá-lo, pois está confiante de que a verdade irá prevalecer".

Atkins deve aparecer em um programa especial da Fox TV, "American Country New Year's Eve Live", que vai ao ar em 31 de dezembro. Ele também tem três apresentações ao vivo nos próximos dias no nordeste dos EUA.

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEATKINSDIVORCIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.