Roda Viva comemora 20 anos e traz 1.º entrevistado

Ministro da Justiça em 1986, Paulo Brossard inaugurou o Roda Viva em 29 de setembro daquele ano. Nesta segunda-feira, para cravar duas décadas no ar, o "Roda" recoloca Brossard no centro daquele cenário que é, por si só, responsável por metade do efeito produzido por suas entrevistas.A Cultura chegou a agendar para esta segunda uma entrevista com Rogério Ceni, o goleiro bom de defesa, bom de pênaltis e bom de polêmica. Mas, diante da efeméride e da última edição do programa antes das eleições, parecia irresistível rebater na tecla política. Ceni ficou para outro dia.Será o primeiro retorno de Brossard ao programa. Nesses 20 anos, 979 entrevistados passaram por lá e alguns, por mais de uma vez. Daí o saldo de 1.047 edições que se completam nesta segunda.No ranking de cópias vendidas pela Cultura Marcas - e considerando que esse comércio só ganhou mais agilidade de dois anos para cá -, a liderança ainda é da entrevista de Roberto Jefferson em 20 de junho do ano passado, quando estourou a crise do Mensalão. Em 2º lugar, está a entrevista do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, em 3 de outubro de 2005, e, em 3º, vem a entrevista do presidente Lula em 7 de novembro de 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.