Robert Plant e Terry Pratchett recebem honras da rainha

O roqueiro Robert Plant, o escritor de fantasia Terry Pratchett e o campeão de Fórmula 1 Lewis Hamilton receberam honras da rainha britânica Elizabeth na quarta-feira. A rainha também prestou homenagem aos membros do time olímpico britânico em Pequim, incluindo um título de cavaleiro a Chris Hoy, que ganhou três medalhas de ouro em ciclismo, tornando-se o atleta mais bem-sucedido do país nos Jogos Olímpicos em cem anos. Até mesmo a crise financeira deu as caras na tradicional lista de honrarias do Ano Novo, com um título para Nick Macpherson, o mais antigo funcionário do Tesouro, por seu "trabalho extraordinário" durante a crise financeira. Plant, 60 anos, ficou famoso como líder da banda de rock Led Zeppelin nos anos 1970. Ele se tornou comandante da Ordem do Império Britânico, no antigo e complexo sistema de títulos honorários do país. Plant teve uma carreira de sucesso depois do fim do Led Zeppelin em 1980 e recentemente colaborou com a cantora Alison Krauss no elogiado álbum "Raising Sand". Pratchett, 60 anos, é conhecido por sua série satírica de fantasia "Discworld". Ele se tornou um cavaleiro, uma das mais altas honrarias britânicas, e deverá ser tratado como "sir". "Há ocasiões em que a expressão 'totalmente espantado' não basta", disse ele em nota. "Estou sem dúvida encantado e honrado, além de, desnecessário dizer, pasmo." Em dezembro de 2007, Pratchett anunciou que começara a desenvolver a doença de Alzheimer. Este ano, ele doou 500 mil libras (1,7 milhão de reais) para pesquisas sobre a doença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.