Robert De Niro processa galeria por vender quadros de seu pai

Ator endividado não teria autorizado a venda das pinturas produzidas por seu falecido pai

Efe,

21 de novembro de 2007 | 15h56

O ator americano Robert De Niro entrou com um processo contra a galeria de arte nova-iorquina Salander-O'Reilly por vender sem autorização 12 quadros de seu pai, o pintor Robert De Niro Senior, a uma galeria italiana. O ator contratou a firma de advogados Wilkie Farr & Galagher para tentar recuperar os quadros de seu pai, que faleceu em 1993. De Niro acusa a galeria nova-iorquina de saldar uma dívida de US$ 5 milhões que tinha com a galeria de arte italiana Benucci com a entrega de 50 quadros, dentre os quais havia 12 de seu pai. A Salander-O'Reilly, que se declarou recentemente em quebra, tem uma dívida avaliada entre US$ 50 milhões e US$ 100 milhões, segundo a imprensa local.

Tudo o que sabemos sobre:
Robert De Niro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.