Robert Carlyle será Hitler na TV

Começa a sair do papel um dos projetosmais polêmicos da TV americana para 2003. O ator Robert Carlyle(de filmes como Ou Tudo ou Nada, Trainspotting e AsCinzas de Angela) vai fazer o papel de Adolf Hitler em umaminissérie da emissora de TV americana CBS.Hitler, com direção de Christian Duguay, também vai ter emseu elenco Stockard Channing, Peter Stormare, Jena Malone,Matthew Modine e Peter O´Toole. O programa de quatro horas deduração vai ser baseado no livro Hitler: 1889-1936 Hubris,de Ian Kershaw, sobre sua juventude e ascendência ao poder.O´Toole vai interpretar Paul Von Hindenburg, presidente daAlemanha entre 1925 e 1934, período de instabilidade política eeconômica durante o qual se formou o partido nazista. Ele foi oresponsável pela escolha de Hitler para o cargo de chanceler em1933.Channing vai fazer o papel da mãe superprotetora de Hitler, Klara. Sua morte em 1907 teve supostamente um impacto grande navida do futuro ditador. Acredita-se que ele segurava uma fotodela quando cometeu suicídio.Stormare vai ser Ernst Rohm, membro-fundador do partidonazista e braço direito de Hitler. Depois de uma brigacom o líder em 1925, Rohm entrou para o exército da Bolívia. Em1930, voltou para a Alemanha e liderou o Sturmabteilung, oexército de guerrilha de rua que tinha Hitler pessoalmente emseu comando. As brigas continuaram e Rohm foi assassinado porordem do ditador em 1934.Malone vai interpretar Geli Raubal, filha da meia-irmã de Hitler, Angela Raubal. Quando o ditador tinha 40 anos, esteve envolvidoem um romance com a menina de 17. Raubal cometeu suicídio em1931, depois de uma briga com o amante. Segundo algumas versões, elaestava grávida.Modine vai ser o jornalista Fritz Gerlich, que sabia de váriosfatos da vida particular de Hitler e cobriu a misteriosa mortede sua sobrinha. O jornal para o qual ele trabalhava fazia muitaoposição ao líder nazista até 1933, quando o ditador subiu aopoder e o jornalista foi mandado para Dachau e assassinado. Asfilmagens vão começar no mês que vem em Praga, na RepúblicaCheca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.