Riquezas

Vênus e Júpiter em trígono; a Lua é Nova em Virgem

Oscar Quiroga, oscar.quiroga@estadao.com.br, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2011 | 00h00

Por enquanto ninguém sabe o que fazer para reinventar o dinheiro, já que o atual, baseado em confiança e crédito, se mostrou de pouca serventia e contraproducente e resultou mais em miséria do que riqueza. O novo ciclo de riquezas está disponível, mas traz em seu ventre uma mudança tão radical de foco para a consciência humana que, enquanto continuar apegada ao modelo conhecido, continuará também ignorante a respeito do que fazer para aproveitá-lo devidamente. Onde estiver o tesouro percebido, aí estará também o coração humano. Uma frase lapidar que condena nossa humanidade a só resolver a crise atual da história quando for capaz de transferir sua percepção de riqueza a outra dimensão, envolvendo, como sempre, seu coração nessa conquista. Nós merecemos as riquezas e elas estão disponíveis.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Quanto mais você se aproxima das recompensas buscadas, mais tarefas e responsabilidades deve assumir e completar. É como se a aproximação das riquezas trouxesse mais trabalho no lugar de criar uma vida mais fácil.

TOURO 21-4 a 20-5

Tome atitudes generosas a despeito de que em outros tempos essas renderam frutos amargos. O pior que pode acontecer com um ser humano é seu coração ser contaminado pelos eventos amargos que um dia teve de engolir.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

No que depender das circunstâncias que o mundo anda produzindo na atualidade, o caminho procederá de susto em susto. Porém, se você se concentrar mais na sensação íntima do coração, verá maravilhas além dos sustos.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Preservar bons relacionamentos é uma questão crucial, porque os recursos materiais vão e vêm ao sabor do tempo e das circunstâncias, enquanto os laços de verdadeira colaboração mútua permanecem por toda a eternidade.

LEÃO 22-7 a 22-8

Toda riqueza que for medida através de bens concretos será riqueza temporária também; as coisas do mundo se corrompem através do tempo. A verdadeira riqueza é subjetiva, justamente a que o mundo desvaloriza.

VIRGEM 23-8 a 22-9

Obter domínio sobre a realidade não é uma recompensa evidente, ainda que o pareça. O domínio insufla em sua alma um tipo de ânimo que provoca atitudes excessivas, quando não abusivas. O resultado disso nunca será bom.

LIBRA 23-9 a 22-10

Busque no mais íntimo do seu coração a fonte de felicidade, tente perceber com a maior clareza possível que tipo de tesouro sua alma busca, pois é em torno dessa busca que você criará esse mistério que se chama destino.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

As pessoas imprescindíveis nunca serão aquelas que apoiarem indiscriminadamente tudo que você fizer, mas as que apontarem seus equívocos e incentivarem você a remediar os erros que por ventura tiver cometido.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Tudo que sobe um dia haverá de descer também, seria impossível manter o progresso em linha ascendente por toda a eternidade. Os ciclos são importantes, atualizam a consciência de tudo ser efêmero.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

O avanço é real, mas durará enquanto for pautado pela vontade de transformar tudo em vez de simplesmente retornar ao que anteriormente tenha sido um porto seguro. Esse porto seguro não existe mais e não renascerá.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

De vez em quando sua alma é tomada por uma sensação de riqueza que não condiz com a realidade da conta bancária. Contudo, como evitar o reconhecimento dessa riqueza, que é subjetiva, porém não menos real por isso?

PEIXES 20-2 a 20-3

Cada avanço, por menor que seja, será digno de celebração. Neste momento, todo temor deve ser exorcizado sumariamente de seu interior, porque entre avanços e recuos a contabilidade final será positiva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.