Rio vai sediar dois eventos de arquitetura

O Rio vai respirar arquitetura logo apósa Semana Santa. Entre 29 de abril e 3 de maio, a cidade será sededo 17.º Congresso Brasileiro de Arquitetos, que reunirá cerca de5 mil profissionais no Riocentro, e da 1.ª Mostra InternacionalRio Arquitetura (Mira), com 30 exposições de 11 paísesespalhadas pela cidade. A mostra não é competitiva, como asbienais de Veneza e Buenos Aires, mas se pretende tão abrangentee tem como estrelas as exposições dos franceses Christian eElizabeth Portzamparc (que fizeram a Cité de la Music, em Paris edevem construir algo semelhante no Rio) e a dos desenhosoriginais de Grandjean Montigny e Le Corbusier, profissionaisestrangeiros que revolucionaram a arquitetura nacional nosséculos 19 e 20, respectivamente. "O tema dos dois eventos é a globalização e vamos debater questões que influem diretamente na qualidade de vidadas populações. O congresso é voltado para os especialistas e amostra visa ao público em geral para conscientizá-lo da função eda importância dessa atividade", diz o presidente do Institutodos Arquitetos do Brasil (IAB) do Rio, Carlos Fernando Andrade."As pessoas nascem, vivem, morrem e são enterradas em ambientesdeterminados pela arquitetura, mas a vêem como uma atividade deexceção, fora de seu cotidiano. A Mira quer promover essamentalidade." Enquanto os arquitetos estiverem discutindo formaçãoprofissional, tecnologias, políticas públicas e temas afins, opúblico poderá ver os stands da Áustria, Suíça, Espanha e México, que estiveram na Bienal de Veneza do ano passado, além dearquiteturas pouco conhecidas, como da Noruega e do México, eexposições sobre Lúcio Costa, Burle Marx, Oscar Niemeyer eZanine Caldas. A secretária-geral do Ministério das Cidades, HermíniaMaricato, e a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico eArtístico Nacional (Iphan), Maria Eliza Costa, filha de Lúcio,também participarão dos debates. "Elas já estavam agendadasdesde o ano passado e, por isso, sua participação enriquece osdois eventos", observa Andrade.

Agencia Estado,

14 de fevereiro de 2003 | 17h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.