Rio ou SP poderá ser cenário de filme de Woody Allen

Depois de Nova York, Paris, Londres e Barcelona, uma cidade brasileira - Rio ou São Paulo - poderá ser cenário de um filme de Woody Allen. Durante dez dias, em julho, o autor da ideia, o publicitário Claudio Loureiro, esteve com o diretor norte-americano na capital inglesa, onde está sendo filmado seu primeiro longa. Ele trouxe de lá notícias animadoras nesse sentido. Especialmente se for levado em consideração o fato de Allen nunca ter visitado o Brasil.

AE, Agencia Estado

01 de setembro de 2009 | 09h42

"A ideia de filmar no Brasil lhe pareceu interessante. Um filme dele aumentaria o interesse pelo País no exterior e ajudaria o turismo. Pode surtir o mesmo efeito de Vicky Cristina Barcelona", diz Loureiro, que levou na bagagem um DVD com imagens do Rio e também gravações de músicas de compositores brasileiros em que se destaca o som do instrumento tocado por Allen, músico diletante: o clarinete. O diretor, segundo ele, ficou encantado com a beleza carioca, mas lhe pediu informações também sobre São Paulo. Depois de ouvi-las, concluiu comparando o Brasil com a Itália: "São Paulo está para Milão assim como o Rio, para Roma", disse o cineasta.

Curitibano, Claudio Loureiro vem com frequência ao Rio desde o início do ano passado, quando sua agência, a Heads, conseguiu a conta da Petrobras. Ele faz campanha para que esta seja a cidade escolhida. "Se a ideia é vender o Brasil lá fora, fazendo a promoção do País com fim turístico, o Rio representa muito mais o Brasil do que São Paulo." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaWoody Allen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.