Rihanna: violência doméstica pode acontecer com qualquer um

A cantora pop Rihanna vai falar publicamente pela primeira vez sobre a noite em que foi espancada por seu ex-namorado Chris Brown, dizendo em entrevista à televisão que isso é algo que pode acontecer com qualquer pessoa.

REUTERS

03 de novembro de 2009 | 12h14

O cantor de R&B Chris Brown, 20 anos, foi sentenciado em agosto a cinco anos de liberdade condicional e serviços comunitários por ter agredido Rihanna, 21, na véspera da entrega dos prêmios Grammy, em fevereiro. Desde então ele pediu desculpas pela agressão, mas vem se mantendo em grande medida longe dos holofotes da mídia.

Em entrevista a Diana Sawyer que será exibida no programa "Good Morning America", da ABC, na quinta e sexta-feira desta semana, a cantora, natural de Barbados, diz que Brown foi "definitivamente meu primeiro grande amor".

"Isso aconteceu comigo . Pode acontecer com qualquer pessoa", disse a Sawyer, segundo comunicado da ABC.

Brown e Rihanna estavam entre os maiores artistas de R&B em ascensão nos Estados Unidos antes da agressão, que levou Brown a perder o patrocínio de várias empresas e desencadeou uma discussão nacional sobre relacionamentos violentos.

Em outubro Rihanna lançou um novo single, "Russian Roulette", e seu quarto álbum gravado em estúdio, "Rated R", deve sair pela Def Jam Records este mês.

Tudo o que sabemos sobre:
GENTERIHANNAVIOLENCIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.