Rihanna e Michele Obama recebem prêmio 'Mulheres do ano'

A primeira dama dos Estados Unidos foi prestigiada por mostrar compromisso com as novas gerações

Reuters

10 de novembro de 2009 | 04h50

A cantora Rihanna durante a premiação em Nova York. Foto: Lucas Jackson

 

 

A cantora Rihanna foi escolhida com uma das "Mulheres do Ano" junto com outras 12 personalidades femininas, entre elas a primeira dama dos Estados Unidos, Michele Obama, pela postura pública que tomou contra a violência doméstica.

 

A lista anual de Mulheres do Ano, publicada pela revista Glamour durante os últimos 20 anos e anunciada pela L'Oreal, rende tributo às mulheres que contribuíram ao entretenimento, negócios, esporte, moda, ciência e política.

 

Rihana, nascida há 21 anos em Barbados, com sucesso como "Umbrella" e "Disturbia", se juntou a lista depois de adotar uma posição pública sobre a violência doméstica e incentivar outras mulheres a seguir seu exemplo logo depois que apanhou do ex-noivo, o cantor Chris Brown.

 

Brown foi sentenciado a cinco anos de liberdade sob vigilância e a realizar serviços comunitários em agosto, e se desculpou publicamente.

No caso de Michelle Obama, a primeira dama recebeu um prêmio de reconhecimento especial por colocar em primeiro plano a importância de ser mentora das novas gerações.

"Ela já demonstrou um compromisso em ajudar a próxima geração de mulheres a expandir seus horizontes ao levar-lhes informação e inspiração para verem-se como líderes do futuro", disse a revista em comunicado.

 

Entre as premiadas estão a desenhista britânica Stella McCartney, a campeã de tênis Serena Williams e as jornalistas Laura Ling e Euna Lee - que foram presas na Coreia do Norte.

Tudo o que sabemos sobre:
'Mulheres do ano'RihannaMichele Obama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.