Ridley Scott e o desejo, por Neil Jordan

A Grande Viagem

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2012 | 03h09

22 H NA CULTURA

(Le Grand Voyage). França/Marrocos, 2006. Direção de Ismael Ferroukhi, com Nicolas Cazalé, Mohamed Majd, Jacky Nercessian, Ghina Ognianova.

O horário da Mostra resgata a histórias de pais e filhos, imigrantes marroquinos na França. O pai, antecipando a morte, quer fazer a peregrinação a Meca. O filho o acompanha num momento decisivo, quando está prestes a obter o emprego pelo qual lutou. Quase não falam, mas pouco a pouco... Vamos partir do princípio. Se o filme é da Mostra, é bom. Reprise, colorido, 108 min.

Júlio César

23 H NA REDE BRASIL

(Julius Caesar). EUA/Alemanha/Itália/Holanda, 2002, Direção de Uli Edel, com Jeremy Sisto, Valeria Golino,

Christopher Walken, Richard Harris.

O Júlio César do alemão Uli Edel não é exatamente uma adaptação da peça de Shakespeare, que já foi filmada por Joseph L. Mankiewicz e por Stuart Burge (com Charlton Heston). Mas o desenho dramático é o mesmo. Ao grande general, amado pelo povo, é oferecido o Império. Cidadãos conspiram contra ele, e não é bem para salvar a República. Bons atores e o curioso é que Júlio César, a peça, encenada por detentos, é o tema de Cesare Deve Morire, que venceu em Berlim, em fevereiro (e assinala a ressurreição dos Irmãos Taviani). Reprise, colorido, 180 min.

Velozes e Furiosos

0 H NA RECORD

( The Fast and the Furious). EUA, 2001. Direção de Rob Cohen, com Vin Diesel, Paul Walker, Michelle Rodriguez,

Jordana Brewster.

O primeiro filme da série. O policial Paul Walker infiltra-se na gangue de Toretto (Vin Diesel), para saber se o rei dos rachas é mesmo responsável pelos crimes de que o acusam. Grandes cenas de ação, mas em termos de 'dramaturgia', o quinto da série, filmado parcialmente no Brasil (no Rio) é o melhor. Reprise, colorido, 106 min.

TV Paga

A Cidadela dos Robinson

11H45 NO TELECINE CULT

(Swiss Family Robinson). EUA, 1960. Direção de Ken Annakin, com John Mills, Dorothy McGuire, James

MacArthur, Janet Munro, Sessue

Hayakawa, Tommy Kirk.

O livro de Johann Wyss teve uma ótima adaptação de Edward Ludwig em 1940, mas esta, da Disney, consegue ser ainda melhor. Família tenta sobreviver em ilha paradisíaca, após naufrágio, mas a chegada de piratas força os Robinson a defender sua cidadela. Há que se fazer justiça ao inglês Annakin. Ele foi um grande diretor de ação. E tinha, o que não é fácil, o senso do espetáculo. O elenco ajuda - Dorothy McGuire, atriz de Elia Kazan e William Wyler, tinha um dos rostos mais humanos de Hollywood na época, e Sessue Hayakawa foi uma verdadeira lenda. Pouco antes, ele havia confrontado Alec Guinness no clássico A Ponte do Rio Kwai, de David Lean, mas sua carreira em Hollywood vem do período silencioso. Reprise, colorido, 128 min.

Guerra dos Mundos

17H30 NO TCM

(The War of the Worlds). EUA, 1953. Direção de Byron Haskin, com Gene Barry, Les Tremayne, Ann Robinson, Robert Cornwaithe.

A TV paga exibe este mês, diversas vezes, as duas adaptações de Byron Haskin e Steven Spielberg fizeram da obra famosa de H.G. Wells. O longa de Spielberg fecha a trilogia do diretor sobre

o pós-11 de Setembro, que inclui O Terminal e Munique. O de Haskin, que ganhou o Oscar de efeitos de 1953, é visto como defesa da guerra bacteriológica numa época em que os EUA estavam atolados na Coreia, enfrentando os comunistas (os 'vermelhos'). É nesse contexto histórico que se desenrola a história sobre os marcianos, outros 'vermelhos', que invadem a Terra. Como detê-los? Reprise, colorido, 85 min.

Traídos pelo Desejo

22 H NO TCM

(The Crying Game). Inglaterra, 1992. Direção de Neil Jordan, com Stephen Rea, Miranda Richardson, Forest Whitaker, Jim Broadbent, Jaye Davidson.

Neil Jordan ganhou o Oscar de roteiro e muita gente não se conforma que ele não tenha recebido mais prêmios da Academia por este filme que, há 20 anos, foi saudado como um 'raro' exemplo de cinema adulto de Hollywood. Stephen Rea faz voluntário do IRA, o Exército Republicano Irlandês, que se envolve com prisioneiro inglês e a amante dele. Há um segredo (de Polichinelo) envolvendo a identidade de Jaye Davidson. A ambiguidade e estranha sedução do filme passam por aí. Terá resistido? Reprise, colorido, 112 min.

Chuva Negra

1 H NO TCM

(Black Rain). EUA, 1989. Direção de Michael Douglas, Andy Garcia, Ken Takakura, Kate Capshaw, Yasaku

Matsuda, Shigero Koyama.

Embora o inglês Scott tenha feito filmes mais cultuados - as ficções científicas Alien e Blade Runner -, sua obra-prima talvez seja este thriller ultraviolento sobre dupla de policiais de Nova York que é enviada ao Japão escoltando um gângster e a Yakuza põe seus sicários em campo para resgatar o cara. Ridley Scott arma um poderoso espetáculo de estéticas em implosão e a cena do assassinato com o sabre é extraordinário. O curioso é que, naquele ano, houve outro Chuva Negra - do japonês Shohei Imamura, outro grande diretor, sobre os efeitos da explosão atômica de Hiroshima na vida de uma família. Reprise, colorido, 126 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.