Ribeirão Preto terá Biblioteca Waly Salomão

Em homenagem ao poeta e compositor Waly Salomão, que morreu ontem, aos 59 anos, a Secretaria de Cultura de Ribeirão Preto anunciou hoje que uma biblioteca com o seu nome será inaugurada na próxima semana, nos Campos Elíseos, o bairro mais populoso da cidade. Em 20 de fevereiro deste ano, Salomão, que era secretário nacional do Livro e da Leitura, visitou o município paulista e conheceu vários projetos do programa Ribeirão das Letras, que inclui 40 bibliotecas inauguradas desde 2001, um biblioteca circulante, prêmios e oficinas literárias. A intenção de Salomão era usar esse exemplo e reproduzi-lo nacionalmente.Segundo o secretário de Cultura de Ribeirão Preto, Galeno Amorim, Waly Salomão "era um grande poeta e daria uma contribuição importante para o livro no Brasil, é uma grande perda para o País". A unidade que levará o nome do poeta, instalada numa Base de Apoio Comunitária (BAC), será montada pela Fábrica das Bibliotecas (visitada por Salomão) e terá cerca de 4 mil livros, computadores com acesso à internet, assinaturas de jornais e revistas e área de convivência comunitária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.