Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Reynaldo Gianecchini deixa hospital em São Paulo

O ator foi diagnosticado com linfoma não-Hodgkin de células T

João Paulo Carvalho - Central de Notícias,

26 de agosto de 2011 | 15h55

São Paulo, 26 - O ator Reynaldo Gianecchini deixou o Hospital Sírio Libanês, no centro de São Paulo, na tarde desta sexta-feira, 26, por volta das 15h20, após receber alta médica. Gianecchini conversou rapidamente com a imprensa e agradeceu o carinho do público.

O ator foi diagnosticado com linfoma não-Hodgkin de células T - tipo mais raro da doença que afeta os linfócitos (células de defesa). O início do tratamento foi adiado devido a um sangramento durante a introdução do cateter venoso central no último sábado, 20.

O cateter venoso central é um tubo implantado no paciente com câncer para facilitar a administração dos quimioterápicos e preservar as veias. Segundo a assessoria do Sírio, não é comum ocorrer sangramento durante o implante.

A doença, que atinge os linfócitos foi diagnosticada após o ator ser internado no hospital com suspeita de faringite.

Gianecchini estava em cartaz com a peça Cruel, que estreou em 27 de junho no Teatro Faap, na zona oeste de São Paulo. O espetáculo foi cancelado por tempo indeterminado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.