Revista alemã vai trocar modelos por mulheres 'comuns'

A revista feminina mais popular da Alemanha anunciou hoje que vai retirar modelos profissionais de suas páginas em favor das "mulheres reais" numa tentativa de combater um padrão prejudicial de beleza magra que, segundo afirma, isolou suas leitoras.

AE-AP, Agencia Estado

05 de outubro de 2009 | 16h43

O editor-chefe da revista bimestral "Brigitte" disse que, a partir do próximo ano, a revista vai apresentar uma mistura de mulheres famosas e leitoras em fotografias de editoriais de beleza, moda e boa forma.

Andreas Lebert disse que a medida é uma resposta às leitoras que, cada vez mais dizem estar cansadas de ver "ossos protuberantes" de modelos que pesam bem menos que a média das mulheres.

"Nós iremos mostrar mulheres que têm uma identidade - a estudante de 18 anos, a diretora da comissão, a música, a jogadora de futebol", disse Lebert em Hamburgo, onde a revista é publicada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.