Retrato que Picasso fez de sua musa vai a leilão

A casa de leilões Sotheby´s colocará à venda, em 3 de maio, um dos maiores e mais importantes retratos que Pablo Picasso fez de sua amante e musa Dora Maar, que poderia chegar a um lance de US$ 50 milhões.O retrato de Dora Maar sentada em uma cadeira de balanço será oferecido no leilão de arte impressionista e moderna da Sotheby´s, uma das mais importantes da temporada junto com o de arte contemporânea e arte latino-americana.O óleo, de 127 X 93 centímetros, foi pintado em 1941, no auge da tempestuosa relação entre Picasso e sua musa, modelo e amante. Chamada Dora Maar com Gato, a obra não era exibida publicamente há mais de 40 anos e, "sem dúvida, é um dos retratos mais extraordinários de Maar", que foi uma fotógrafa bem-sucedida e uma artista militante."Maar, que era próxima dos principais membros do círculo surrealista, atraiu profundamente Picasso com sua beleza chamativa e selvagem, seu intelecto encantador e seu compromisso como artista", disse Charles Moffett, vice-presidente da Sotheby´s.A obra retrata Maar em cores harmônicas e linhas de estilo cubista, sentada em uma cadeira de madeira com um pequeno gato preto que caminha por trás dela em uma atitude brincalhona e ameaçadora. O corpo de Maar, vestido com cores brilhantes e desenhos complexos pintados até o mínimo detalhe, é registrado em faces, como se fosse uma pedra preciosa ou uma escultura cubista."Desde 1999, não vai a leilão um retrato de Dora Maar tão importante como este. Naquele ano, vendemos em Nova York Mulher Sentada em um Jardim (1938), por US$ 49 milhões", disse David Norman, presidente do Departamento de Arte Impressionista e Moderna. "Maar brilha nesta obra como uma deusa pagã sentada em seu trono. É uma pintura que causa grande emoção e representa uma incrível oportunidade para os colecionadores", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.