Restaurante do Jockey garante passeio pelo centro

O restaurante do Jockey Club fica no edifício que é a sede original da associação, na Rua Boa Vista, num espaço por natureza convidativo a um almoço sem pressa, justamente numa região onde todo mundo parece estar na correria. É amplo, com três ambientes, sendo um deles com vista para os arredores do Palácio das Indústrias - uma paisagem meio esculhambada, que poderia estar melhor. Mas ainda assim, curiosa de se ver, vale pedir uma mesa por ali. A comida, servida em esquema de bufê (R$ 19,50), elenca muita coisa daquilo que acabou virando a dieta do paulistano: meio bandeirante, algo italianada, um pouco internacional, com sabores bem pronunciados. O mais interessante, contudo, é que os pratos têm gosto e jeito de cozinha antiga. Para entradas frias, coisas como as saladas Waldorf e de batata com salsicha, abobrinha à dorê e outros legumes cozidos. O cardápio quente muda, dependendo do dia da semana. Salmão com molho de agrião, pimentão recheado, galeto com alecrim, maminha ao molho rôti, torta de abóbora com carne seca são alguns exemplos. Há pasteizinhos de queijo e carne, outra boa tradição mantida por muitos restaurantes da região. Mas a turma do açúcar vai gostar mesmo é das sobremesas, distribuídas generosamente numa mesa à parte. A oferta é vasta, tudo feito por lá e mais obra de confeitaria do que de pâtisserie, digamos. O pavê de pêssego e o sablé de goiaba são particularmente gostosos. Ir de metrô é mais prático, a estação São Bento está a poucos metros. Mas fica aqui uma dica: mesmo sendo mais longe, desça na Sé. Aí, é pegar a saída que aponta a Rua Direita, passar pelo imponente prédio da Caixa Econômica, espiando pelos arredores o casario que foi reformado no início do ano, e seguir rumo ao Viaduto Boa Vista. Pelo caminho, dá para admirar ainda construções como o Tribunal de Alçada, o Pátio do Colégio. É uma boa maneira de aproveitar São Paulo.Restaurante do Jockey Club - Rua Boa Vista, 280, 9º andar, 3104-1215 (240 lug.). 11h30/15h (fecha sábados e domingos).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.