Thomas Peter/ Reuters
Thomas Peter/ Reuters

'Representar um humano é um alívio', admite Robert Pattinson

Ator fala de seu papel em 'Água para Elefantes', depois de anos interpretando um vampiro em 'Crepúsculo'

EFE,

02 de maio de 2011 | 13h36

BARCELONA - O ator britânico Robert Pattinson, o vampiro da saga Crepúsculo, divulgou nesta segunda-feira, 02, seu último filme Água Para Elefantes em Barcelona, na Espanha, e declarou que interpretar um humano "é um alívio".

 

Pattinson explicou em coletiva com a imprensa que foi uma satisfação participar do projeto ao lado de atores premiados como Reese Witherspoon e Christoph Waltz, e por seu personagem passar longe do pálido Edward Cullen, o papel que o transformou em um ídolo mundial.

 

"Antes de Crepúsculo - brincou - ninguém me dava personagens de galã, mas agora as coisas mudaram, assim como muda a moda. É raro, porque antes, nem de perto podia sonhar com um papel de galã".

 

Sobre sua participação em Água Para Elefantes, Pattinson, a ponto de completar 26 anos, afirmou que gosta de escolher novos trabalhos por instinto. "Li o roteiro, conheci Lawrence e a elefanta Tai (outra protagonista) e aceitei. E foi muito interessante".

 

O diretor do filme, Francis Lawrence, assinalou que antes de filmá-lo "pesquisou sobre como funcionavam os circos e os trens de vapor nos anos 1930".

 

Por sua vez, Reese Witherspoon explicou que adora os animais, embora nunca tivesse trabalhado com um elefante. "Foi uma experiência fabulosa, com um animal humanamente inteligente", disse e completou que todas as cenas nas quais aparece com a elefanta, ela não precisou de um dublê, ao contrário das cenas com cavalo.

 

Sobre sua relação com a atriz Kristen Stewart, Pattinson, rindo muito, não quis dar detalhes, embora assegurasse que ele nunca escondeu nenhuma de suas relações.

 

Quanto ao futuro, o ator sorriu e não descartou a possibilidade de casar-se com uma mulher rica quando não tiver mais ofertas de trabalho. "E dar aulas de tênis, ter um bebê e sair com meus amigos. É meu sonho de vida, e assim será", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.