Repertório de Gil inspira exposição

Uma grande exposição no Paço Imperial, no Rio, homenageia o cantor e compositor Gilberto Gil. É a terceira edição do projeto idealizado pelo designer Felipe Taborda A Imagem do Som, com lançamento nesta terça-feira às 19h30. A mostra reúne 80 obras dos mais conceituados artistas gráficos do País, criadas a partir das canções do compositor. Gil estará presente à abertura da exposição, que vai até dia 25 de março de 2000 e depois segue para a Argentina.O repertório de Caetano Veloso inspirou a primeira edição do evento. No ano seguinte, foi a vez de Chico Buarque, que lançava seu disco As Cidades. O homenageado desta vez, Gilberto Gil, também chega com o disco novo, uma parceria inédita com Milton Nascimento, com show dia 20 de novembro no Canecão. "É pura coincidência", afirma o curador da exposição e criador do projeto Felipe Taborda. "A idéia inicial era que este ano fosse dedicado a Roberto e Erasmo Carlos. Por tudo o que aconteceu ao Roberto, tivemos que mudar", ele explica, referindo-se ao período de recolhimento do cantor por conta da morte da mulher.Taborda acredita que esta seja a fase mais madura de A Imagem do Som. "Acho que agora todos os artistas realmente entenderam a importância do projeto, que pode vir a se tornar uma referência nas artes visuais no País."A exposição reúne representantes de todas as artes gráficas: designers, pintores, gravuristas, diretores de cinema, fotógrafos, webdesigners e até publicitários. Entre eles estão Guto Lacaz, com Ladeira da Preguiça, o designer Gringo Cardia, com Objeto Sim, Objeto Não, Katia Lund, com Refavela, o publicitário Marcello Serpa, com Banda Um, o webdesigner André Vallias, com Futurível, e os cineastas Arthur Omar, que inspirou-se na música Índigo Blues, Daniela Thomas, em Tempo Rei, e Marcelo Masagão, com a obra baseada em Drão. O fotógrafo Daniel Klajmic assina uma das mais badaladas obras, Super-Homem - A Canção."O projeto vem se firmando e crescendo por causa do força do seu conjunto", diz Taborda, que conta com o patrocínio da Petrobrás Distribuidora. A última edição, com Chico Buarque, recebeu um público de mais de 250 mil pessoas em menos de quatro meses.Como ocorre desde 1998, ao lado de cada obra haverá um fone para que o público possa ouvir a canção que a inspirou. Paralelamente ao evento será lançado um livro com reproduções das obras. No próximo ano, o tema de Imagem do Som será o rock pop brasileiro. A versão em homenagem a Roberto e Erasmo Carlos só está prevista para 2003.A Imagem do Som de Gilberto Gil - Abertura dia 14 de novembro às 19h30, no Paço Imperial, Praça XV de Novembro, Centro. Tel. 533-4407. Entrada Franca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.