Renata Falzoni, pioneira dos esportes radicais na TV

As meninas radicais da TV têm como modelo uma avó que em nada lembra aquelas senhoras que fazem tricô na cadeira de balanço: Renata Falzoni. Precursora da reportagem de esportes radicais como atração televisiva, Renata está prestes a fazer 50 anos e se tornou avó há um mês. Ela também se diferencia das demais apresentadoras porque, desde que surgiu na TV, no final dos anos 80, sempre filmou suas aventuras e nunca usou cameramen. ?Desde o começo, meu objetivo era fazer o telespectador sentir a emoção da aventura comigo?, conta. Hoje Renata apresenta ?Aventuras com Renata Falzoni?, na ESPN, e tem um site (www.falzoni.com) sobre esportes radicais, mas seu projeto na TV foi rejeitado diversas vezes antes de se tornar moda. ?As pessoas me diziam: quem vai querer ver isso??, lembra. Renata conta que seu grande professor foi Goulart de Andrade. ?Foi ele quem me deu a chance de fazer um ?vem comigo? esportivo?. Depois de trabalhar com o criador do ?Comando da Madrugada?, ela foi para o Canal 21, a convite de Ricardo Kotscho, até chegar à ESPN, pelas mãos de José Trajano. ?O caminho foi tortuoso, mas deu certo?. Sem a menor intenção de se aposentar, a vovó radical é realmente beneficiada pela natureza. ?Comecei a malhar agora porque a idade está pesando. Minhas atividades físicas sempre se restringiram ao meu trabalho, nunca fui de treinar ou fortalecer meus músculos?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.