Renata Castello Branco investiga deserto chileno

A fotógrafa Renata Castello Branco é obcecada por desertos. Já atravessou as áridas regiões de Gobe, na China, o deserto do Oregon (EUA), Patagônia (Argentina) e, já no Brasil, os Lençóis Maranhenses. Em agosto do ano passado, chegou ao Atacama, e expõe a partir de hoje sua leitura poética do deserto chileno na Galeria Nara Roesler. Mas não é só: a exposição Baú de Ossos e Atacama confronta as desoladas paisagens às cenas de nascimento e morte protagonizadas pela filha e pela avó da artista.Baú de Ossos e Atacama - Vernissage: hoje, 21 h. Galeria Nara Roesler (Av. Europa, 655, tel.: 3063-2344). Seg. a sex., 10 h às 19 h; sáb., 11 h às 15 h. Até 3/3. Preço das obras: R$ 600 a R$ 2.000.Leia mais

Agencia Estado,

13 de fevereiro de 2001 | 11h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.