Remédios mudaram a voz de Jackson

Um investigador francês publicou um livro cuja tese diz que Michael Jackson estava "quimicamente castrado" por causa da ingestão de um hormônio contra acne. A substância tomada pelo Rei do Pop durante a adolescência o teria deixado com a voz mais fina. A informação foi divulgada ontem pelo jornal francês Le Parisien. O livro O Segredo de Uma Voz, escrito pelo professor de cirurgia vascular do hospital Timone de Marselha, Alain Branchereau, será lançado no próximo dia 9. Para defender a tese da castração química de Jackson, o professor se baseou em diversos documentos relacionados ao artista, como a autópsia realizada no cantor, morto em 2009. / EFE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.