Rembrandt "redescoberto" é vendido por US$ 4,2 milhões

Uma pintura "redescoberta" do pintor holandês Rembrandt, conhecido como "o mestre da luz" e cujo 400º aniversário de nascimento é comemorado este ano, foi vendida hoje num leilão por US$ 4,2 milhões.O retrato, chamado Lighting Study of a Woman in a White Cap (1640), foi vendido no leilão de pinturas clássicas da Sotheby´s por um valor acima do estimado, que era entre US$ 3 e US$ 4 milhões de dólares.A obra é símbolo de redescoberta, já que tinha sido esquecida pelos estudiosos do pintor e não era exibida ou reproduzida publicamente desde 1930, diz a Sotheby´s no catálogo do leilão.Pintada a óleo sobre um suporte de madeira de 53,5 por 37,5 centímetros, a obra mostra uma senhora de perfil com um chapéu branco. Presume-se que era uma serviçal, tipo de pessoa que, por sua classe social, raramente era retratada na época.A pintura foi redescoberta em 2003, e, após uma inspeção cuidadosa realizada pelo Rembrandt Research Project, foi temporariamente exposta no ano passado no mesmo edifício onde provavelmente foi pintada: o Rembrandthuis, em Amsterdã. A pintura, mais que um retrato, é considerada por especialistas na obra de Rembrandt um "estudo investigativo sobre os efeitos da luz e da sombra na cabeça de uma mulher".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.