Relíquias voltam ao Museu Nacional do Iraque

Centenas de peças do Museu Nacional do Iraque, em Bagdá, que foi saqueado durante a guerra com os Estados Unidos, já estão de volta à capital iraquiana. Após a queda do regime de Saddam Hussein, cerca de 4 mil peças dos 14 mil objetos desaparecidos voltaram ao museu, segundo informaram os oficiais da instituição. Uma das peças mais importantes é o torso da estátua Bassetki, de 2.300 a.C., que mostra parte do corpo de um homem com inscrições em escrita cuneiforme comemorativas à vitória do rei Akkadian. Outra relíquia histórica é uma peça em madeira e bronze, datada de 858-824 a.C., que representa o brazeiro com que os reis assírios se aqueciam no reinado do rei Salmanasar III, no século 9 a.C..

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.