Relíquias do vinil disponíveis online

Não há pó nem cheiro de capa antiga, mas os aficionados pelas raridades fonográficas foram presenteados com um acervo riquíssimo pelo governo dos Estados Unidos na semana passada. Em conjunto com a Sony Music, a Biblioteca do Congresso norte-americano disponibilizou por intermédio do site http://www.loc.gov/jukebox/ mais de 10 mil gravações raras e históricas, datadas de 1901 a 1925, que documentam os primórdios da indústria fonográfica com música popular e erudita, poesia, discursos, humor e os primeiros discos de jazz.

Roberto Nascimento, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2011 | 00h00

Obras de Fletcher Henderson, o primeiro dos grandes bandleaders do jazz, gravações do pianista e compositor Sergei Rachmaninoff e registros de Leopold Stokowski, Arturo Toscanini e estrelas da ópera como Enrico Caruso, Nellie Melba e Geraldine Farrar dividem as estantes virtuais com discos como o da Paul Whiteman Concert Orchestra tocando Rhapsody in Blue com George Gershwin ao piano.

"Isso dá ao público de todos os cantos do mundo acesso a um dos períodos de criatividade mais explosiva na música americana", disse o diretor da biblioteca, James H. Billington, em nota pública no site.

Assim que foi lançado, no dia 10 de maio, o site recebeu mais de 1 milhão de usuários. O acesso é gratuito e o visitante pode navegar pelo material, criar playlists, acessar informações biográficas e ver imagens dos selos dos discos.

A maioria das gravações é trivial, relíquias de cultura popular com maior relevância histórica do que artística, mas para o paciente pesquisador há pérolas desconhecidas de inenarrável beleza, como as cantigas espirituais judaicas do ucraniano Josef Rosenblatt. Gravações curiosas como Operatic Nightmare, um rag do pianista e compositor popular Felix Arndt, que cita Wagner, Verdi e vários outros compositores em ritmo de jazz também podem ser ouvidas. O primeiro disco da Original Dixieland Jass Orchestra, Livery Stable Blues, considerada a primeira gravação de jazz, está entre as relíquias da coleção.

O site tem ainda outras funções interativas, como um fac-símile da edição de 1919 do famoso guia Victrola Book of the Opera, que descreve mais de 110 espetáculos do gênero, incluindo ilustrações, sinopses e listas de gravações de cada ano. O texto original acompanha uma análise comparativa das árias mais populares da época junto a streaming de quase todas as óperas referenciadas no livro.

Para historiadores e antropólogos, há discursos de figuras políticas como Woodrow Wilson e Theodore Roosevelt, assim como gravações humorísticas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.