Religiosos pedem que Madonna assuma causa cigana

Dois religiosos norte-americanos, um líder hindu e um rabino, pediram hoje que a cantora Madonna assuma a causa dos muitos ciganos discriminados na Europa. Na semana passada, a pop star foi vaiada durante um show, em Bucareste, quando afirmou que a discriminação contra os ciganos no Leste Europeu precisava acabar.

AE/AP, Agencia Estado

02 de setembro de 2009 | 14h23

Em um comunicado divulgado hoje, Rajan Zed, presidente da Sociedade Universal do Hinduísmo, e o rabino Jonathan B. Freirich disseram que Madonna poderia, de maneira "efetiva", mobilizar a opinião pública para o problema dos ciganos, também conhecidos como Roma.

Os dois líderes religiosos, ambos sediados em Nevada, disseram que "o assuntos dos Roma deveria ser uma das prioridades na agenda de direitos humanos da Europa". A dupla já havia se posicionado em defesa dos ciganos da Europa anteriormente.

Tudo o que sabemos sobre:
Madonnaciganos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.