Regina Braga lê ensaio em lançamento da Serrote

Revista quadrimestral do Instituto Moreira Salles, serrote chega ao seu nono número ainda surpreendendo - para o lançamento marcado para hoje, às 20 horas, na sede paulista do instituto, a atriz Regina Braga vai fazer a leitura de um dos textos da edição, o ensaio Desarticulações, da ensaísta argentina radicada nos Estados Unidos Sylvia Molloy.

UBIRATAN BRASIL, O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2011 | 03h05

Trata-se de uma narrativa comovente: ela descreve a progressão do Alzheimer de sua ex-companheira em um texto direto, com emoção equilibrada. Na revista, o ensaio vem acompanhado de imagens das intervenções físicas que o americano Gordon Matta-Clark (1943-1978) fez em prédios e galpões, nos anos 1970.

Inspirada no estilo de publicações anglo-saxônicas, serrote promove o equilíbrio entre conteúdo e visual, fugindo do tradicionalismo que marca as revistas de ensaios, habitualmente sem ilustrações e recheada de textos, alguns densos até demais.

Outro exemplo é o arguto texto do escritor Bernardo Carvalho, que comenta sobre o ateliê interdisciplinar proposto pelo artista plástico dinamarquês Olafur Eliasson, em Berlim. Carvalho observa que, embora chamado constantemente de renascentista, Eliasson mostra, em seu trabalho, justamente a falência da cultura da Renascença. E, como acompanhamento, o texto é ilustrado por fotos da bicicleta de espelhos, que esteve exposta no Parque do Ibirapuera, em outubro.

O aspecto mais literário dessa serrote está na comovente série de narrativas de escritores ao descreverem sua primeira vez em Paris. São cartas escritas por Paulo Mendes Campos, Julio Cortázar e William Faulkner.

Imperdível, ainda, é o texto Sobre o Prazer de Odiar, até então inédito no Brasil, em que o inglês William Hazlitt (1778-1830) mostra como o ser humano, mesmo civilizado, necessita do ódio para não perder o ímpeto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.