Reforma no Masp deve ficar pronta em maio

O presidente do Museu de Artes de São Paulo (Masp), Julio Neves, prevê para 2 de maio o fim das obras do prédio, depois de quatro anos de uma reforma orçada em R$ 20 milhões. "Isso tudo sem interferir na agenda de eventos", diz.Segundo Neves, o dinheiro veio de parcerias e doações e serviu para a recuperação estrutural, impermeabilização da cobertura, reforma da caixilharia, troca de vidros, colocação de película de proteção de raios ultra-violeta, troca do sistema de persianas, nivelamento e troca do piso, troca de todo sistema de eletricidade, iluminação, ar condicionado com filtros especiais e, ainda, a colocação do 2º elevador de acesso, para o último piso. O Museu, considerado um dos marcos da cidade, trabalha com um orçamento anual de R$ 3 milhões, só com despesas funcionais. O prédio idealizado por Assis Chateaubriand e Pietro Maria Bardi foi construído por Lina Bo Bardi entre 1956 e 1968 e inaugurado em 7 de novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.