Reforma faz MoMA deixar Manhattan

O Museu de Arte Moderna (MoMA), de Nova York, vai mudar de endereço. A instituição, uma das principais e maiores coleções do mundo, vai deixar em maio a ilha de Manhattan, alvo dos atentados terroristas de 11 de setembro, para se fixar no Queens, ocupando uma antiga fábrica. A mudança é provisória e atende ao projeto de reforma do prédio em Manhattan, que deverá durar três anos e custar US$ 650 milhões. Para abrir, o MoMA-Queens, três grandes exposições: Collection Highlights, uma seleção das melhores obras em acervo; Tempo, um panorama mundia da arte contemporânea; e AUTObodies, com as mais recentes aquisições do museu para sua coleção de carros. A primeira mostra arrasa-quarteirão só abre em fevereiro de 2003. Será Matisse/Picasso, o aguardado paralelo entre os dois mestres da arte moderna.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.