RedeTV! tenta bancar o apresentador Boris Casoy

A RedeTV! não se pronuncia a respeito, mas quer, e muito, que Boris Casoy feche contrato com a casa. O problema, entretanto, é que é preciso encontrar um patrocinador que banque o salário e a equipe do jornalista. Na Record, especula-se que seu salário girava em torno de R$ 700 mil. Só em luvas contratuais, quando fechou contrato em 1997, teria recebido R$ 16 milhões em quatro anos. Ele rompeu o contrato com a emissora no fim do ano passado.Para Boris, a RedeTV! traria algumas vantagens: sua casa é próxima à sede, em Alphaville, e estar fora do vídeo em ano de eleição não pega bem. A RedeTV! quer e já colocou seu departamento comercial no encalço de várias empresas.Enquanto isso, a Record prepara a estréia de seu novo Jornal da Record com Celso Freitas e Adriana Araújo (ainda não confirmada), ex-repórter da Rede Globo. A emissora encontrou dificuldade para encontrar um substituto para Casoy, por conta da ligação com a Igreja Universal. O casal dos sonhos na bancada do telejornal seria Lilian Wite Fibbe e Paulo Henrique Amorim, que comanda o Tudo a Ver. Não rolou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.