RedeTV! estréia em setembro a série Desperate Housewives

Toda mulher tem um pouco de dona de casa desesperada. Até Laura Bush, mulher do presidente dos EUA, se considera uma. Em uma reunião na Casa Branca, a primeira-dama já disse que, enquanto o marido dorme, ela gosta de assistir à série de TV "Desperate Housewives".É nessa identificação com as mulheres que a Rede TV! aposta para alcançar o sucesso com a exibição da série, que estréia em rede nacional no dia 3 de setembro às 22 horas. "Desperate Housewives" será transmitida aos domingos neste horário com reprise às segundas, à partir das 23h45. A diretora de Programação da RedeTV!, Mônica Pimentel, diz que a emissora espera uma audiência 60% feminina, composta por mulheres de 19 a 49 anos.Mas "Desperate Housewives" é muito mais do que uma história de (e para) mulherzinha. Ela traz doses generosas de drama e humor negro em algumas das personagens mais hipócritas que a televisão americana já fabricou nos últimos anos.Tudo começa com a morte da dona de casa Mary Alice (Brenda Strong). É ela quem narra - do além ou qualquer outro lugar - as desventuras de quatro amigas. Bree (Marcia Cross) é a esposa exemplar, capaz de arrumar toda a casa sem tirar um fio de cabelo do lugar. Susan (Teri Hatcher), uma ilustradora de livros infantis, vive com a filha, que praticamente cuida dela. É ela a responsável pelo momento pastelão da série. Lynette (Felicity Huffman) é o tipo de dona de casa que existe em qualquer família. Mãe de três capetas e um bebê, usa o pior tipo de tática para fazer com que eles a obedeçam. Gabrielle (Eva Longoria, a cara da atriz brasileira Tânia Kalil) é uma ex-modelo mimada que trai o marido com o jardineiro. Além das oficiais, a vizinha Edie (Nicollette Sheridan) virou integrante o grupo. Loira e com jeitão de atriz pornô, Edie é antagonista de Susan.Uma versão brasileira da série está prevista para estrear em 2007 na emissora. O seriado será produzido em Buenos Aires por um pool de emissoras latino-americanas, sob a supervisão da Buena Vista. Cada versão local terá elenco e roteirista próprios, mantendo só o formato original da série. A Rede TV! estaria tentando chamar Vera Fischer para protagonizar a série.

Agencia Estado,

23 de agosto de 2006 | 12h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.