Rede Mulher lança hoje nova programação

Além do frango no forno e da linha na agulha, os telespectadores da Rede Mulher terão, a partir de agora, bola na rede e muita informação. A emissora lança hoje um pacote de estréias e de mudanças na grade. O esporte e o jornalismo passarão a ser presenças fortíssimas na programação do canal. Após seis anos de existência, a emissora está inaugurando um departamento de jornalismo. "Antes, existia um núcleo de jornalismo com três pessoas. Hoje, esse número subiu para 20", afirma o diretor do departamento, José Roberto Luchetti. "O telespectador da Rede Mulher vai ficar mais informado do que nas outras emissoras. Serão notícias gerais e segmentadas, com enfoque voltado ao público feminino." Os boletins do Mulher de Notícias - com dois minutos de duração que, desde novembro, entravam no ar cinco vezes por dia - ganham mais espaço. "A partir de hoje, teremos três boletins e um programa com o mesmo nome, que vai das 20h15 às 20h30, de segunda a sexta, com a apresentação da jornalista Gisele Kato", afirma a diretora de Comunicação, Fernanda Bulhões. O Jornal da Mulher, com Andréa Rossi, vai ao ar de segunda a sexta, das 12h15 às 12h45, abordando os assunto gerais do dia-a-dia, mas sempre privilegiando o público feminino. "A emissora é voltada para a mulher, mas não somos apenas uma revista feminina. O nosso jornalismo é sério", afirma Fernanda. Outra novidade, que marca a chegada do esporte na emissora, é o programa Mulher no Esporte, sob o comando de Alessandra do Valle, filha de Luciano do Valle. A atração irá ao ar de segunda a sexta, ao vivo, das 12 h às 12h15 e mostrará os acontecimentos esportivos no mundo, privilegiando o desempenho e as conquistas das mulheres. O terno e a gravata também farão parte do espírito da Rede Mulher. Ronnie Von traz da CNT o Mãe de Gravata, que será exibido de segunda a sexta, das 13h30 às 16h30. Admitindo ser cúmplice das mulheres, o apresentador - que foi criado na Europa - jura saber cozinhar, passar, lavar, fazer mamadeira, costurar, enfim, todas as tarefas domésticas. "Tudo isso começou quando eu consegui a guarda judicial dos meus filhos. Eles eram pequenos e, querendo ou não, essa situação fez com que eu vivesse o universo feminino. Hoje, tenho uma visão feminina da vida", afirma. "Em uma pesquisa da CNT, foi comprovado que o meu público era 72% feminino. Agora, em uma emissora segmentada, esse contigente deve aumentar", anima-se ele. O programa, que passará por algumas reformulações, deverá trazer mais jornalismo e englobar também assuntos "masculinos". Mas a culinária, as dicas de turismo e de costura continuarão presentes. "O programa terá um tema diferente a cada dia", adianta Fernanda. "A tônica será a mesma, mas agora, com uma equipe externa, vou poder ter mais jornalismo. Eu sou fanático por jornalismo", comenta Ronnie Von. No próximo dia 12, está prevista a estréia do apresentador Claudio Vaz no Estilo & Moda. "Teremos ainda mais novidades neste ano", anuncia a diretora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.