Record condena cenas de evangélicos em 'Duas Caras'

A Record declarou guerra contra a novela Duas Caras, da Globo. Anteontem à noite, a emissora destinou boa parte de seu Domingo Espetacular a um ataque à trama global, por conta das cenas de um linchamento lideradas pela personagem Edivânia (Susana Ribeiro), que foram ao ar na semana passada. Na reportagem, que ficou mais de dez minutos no ar, o Domingo Espetacular acusou a Globo de ter preconceito de evangélicos e de ferir direitos constitucionais, entre outras coisas.A matéria reproduziu ainda indignação de líderes evangélicos, telespectadores comuns e juristas sobre o assunto, além de exibir, praticamente na íntegra, a cena do ataque ao triângulo amoroso do folhetim.A Globo, por meio de sua Assessoria de Imprensa, diz que: "Primeiro, é importante lembrar que novelas são obras de ficção. Segundo, em Duas Caras o que se pretende questionar é justamente o preconceito. Terceiro, não consideramos que a personagem em questão deva ser definida como religiosa: é uma fanática desequilibrada. Pessoas assim podem existir em qualquer religião. Rotulá-la de evangélica é que é uma visão preconceituosa." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.