Record coloca Adriane Galisteu na geladeira

Já está marcado o dia do adeus de Adriane Galisteu no seu programa na Record: 18 de agosto. A apresentadora, que não renovou contrato com a emissora, gravará sua atração na rede, o É Show, só até a próxima semana. O programa será exibido inédito até o dia 18 e, em seguida, reprisado até a Record colocar no ar as atrações que o substituirão. Adriane está deixando o canal após abrir negociação de seu passe com o SBT, em abril passado. O único problema desse gelo que a Record pretende dar na loira exibindo programas antigos são os anunciantes da atração. Adriane terá de gravar merchandisings inéditos para o É Show até o final de setembro, quando vence seu contrato. O É Show é um dos líderes de faturamento da casa e boa parte disso vem dos merchandisings da atração. O programa é um dos responsáveis pelo aumento do faturamento da rede com esse tipo de anúncio, que representam 20% do faturamento da emissora. Sérgio D´Antino, advogado de Galisteu, garante que em outubro ela sentará para acertar os ponteiros como seu novo patrão, Silvio Santos. "O que há é um acordo verbal, mas Adriane deve mesmo ir para o SBT", diz D´Antino. Adriane foi sondada para apresentar uma atração no estilo do extinto Programa Livre na rede de Silvio Santos. A loira pretende levar com ela boa parte de sua equipe de produção.

Agencia Estado,

04 de agosto de 2004 | 10h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.