Record aposta em versão nacional da novela 'Rebelde'

Se na Globo "Morde & Assopra" passa a substituir "Ti-Ti-Ti", às 19h, a Record não poderia ficar atrás. Não por acaso, a emissora também estreia hoje sua nova atração para a faixa. Para entrar na briga, a aposta é a adaptação brasileira da novela "Rebelde", segunda parceria da Record com a Televisa - a primeira foi em 2009 com "Bela, a Feia".

AE, Agência Estado

21 de março de 2011 | 11h01

Segundo Hiran Silveira, diretor geral de teledramaturgia da emissora, a produção tem um custo médio de R$ 270 mil por episódio e duração inicial de 222 capítulos, que, "dependendo do sucesso, pode se estender para 400". Toda a novela está sendo gravada em alta definição no centro de dramaturgia da emissora no Rio de Janeiro, o RecNov. Walter Zagari, vice-presidente comercial da Record, conta que há quatro patrocinadores da novela. Cada um entrou com uma cota de R$ 43,4 milhões.

A história é praticamente a mesma da novela original, que em 2005 foi exibida no Brasil pelo SBT e já foi assistida em 32 países, como Estados Unidos, Argentina, Espanha, Israel, Uruguai, Polônia, Equador e Bulgária. Seis adolescentes, alunos da mesma escola (chamada Elite Way) são apaixonados por música e acabam se juntando para formar uma banda.

No entanto, a produção da Record traz uma diferença que a autora Margareth Boury faz questão de enfatizar. "Crescemos a história dos familiares destes jovens para falar dos mais diversos conflitos universais, tais como seus anseios, as dificuldades do momento que estão vivendo, a relação com os pais". Ivan Zettel, diretor-geral da novela, ainda destaca o texto rápido e ágil, típico das produções exibidas nesta faixa.

Pouco mais de 600 atores cantores foram testados em estúdio pelo departamento de elenco para que finalmente o diretor Zettel escolhesse os seis protagonistas. São eles: Sophia Abrahão, ex-"Malhação"; Micael Borges, primeiro protagonista negro de "Malhação"; Lua Blanco, ex-"Malhação" e ex-apresentadora do TV Globinho; Chay Suede, um dos participantes do programa "Ídolos" de 2010, da Record; Arthur Aguiar, ator, cantor e compositor e Melanie Fronckowiak, atriz e modelo gaúcha. Ainda fazem parte do elenco atores como Luciano Szafir, Floriano Peixoto, Carla Diaz, Cássia Linhares, Adriana Garambone, Claudia Lira e Zezé Motta. As informações são do Jornal da Tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
televisãoRecordRebelde

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.