Record aposta em galã rústico em nova novela

É difícil imaginar o refinado Gabriel Braga Nunes no papel de um agricultor grosseirão dos anos 50. Foram meses de preparo para que ele convencesse no papel de Antônio, o protagonista de Cidadão Brasileiro, novela que estréia em março no horário nobre da Record. "Meu desafio pessoal é amenizar a educação sofisticada que eu recebi, essa coisa urbana que todo paulistano tem. Antônio é um cara mais rústico, desajeitado e brincalhão. Estou tentando ficar um pouco mais cômico", diz ele. Os calos na mão do ator também são resultado de sua preparação para o papel. "Não peguei na enxada, viu? Foi musculação mesmo, para definir o corpo. Também perdi quatro quilos e tive aulas de bolero", conta Nunes. Com a nova estampa, ele deve enlouquecer as mulheres da fictícia cidade Guará, que serve de cenário para a nova trama de Lauro Cézar Muniz. "Como bom brasileiro que é, Antônio se apaixona por várias mulheres ao mesmo tempo. Ele é uma mistura de esperteza e ingenuidade". Entre as musas de Antônio estão a arrogante Luíza (Paloma Duarte), a humilde Carolina (Carla Regina) e a misteriosa Fausta (Lucélia Santos). "Luíza é o oposto de Antônio. Ela tem bons modos, é refinada. Ele vai ficar encantado! Com Carolina, a identificação de universos é maior, mas a química nem tanto. Antônio também vai construir uma relação pouco convencional com Fausta, que é a mãe de Luíza. "No início não será um romance, mas sempre vai pintar um clima entre eles" explica o ator.O diretor Flávio Colatrello, que dirigiu Malhação na Globo, só tem elogios para Nunes. "Sou apaixonado pelo Gabriel. Ele é um tremendo galã e excelente ator. Nós adoramos o trabalho dele em Essas Mulheres, como Fernando. Antônio também é interessante e ilustra uma história muito comum: é um homem sonhador e empreendedor, que conquista um império e depois perde tudo. Graças a Deus não vou mais fazer Malhação. Eu tinha que ensinar aquela garotada até a falar", diz o diretor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.