Com a forte presença da cubana Yusa na terça-feira de carnaval, o Rec-Beat reforça sua vocação de promover o mais que necessário intercâmbio entre o Brasil e a América Latina. Não é de hoje que se fala do distanciamento entre o País e seus vizinhos de língua espanhola. "Creio que o Brasil é um país muito grande e com uma cultura nacionalista muito forte e arraigada, por isso é muito difícil entrar nesse mercado", diz Yusa. "No meu caso, não posso dizer o mesmo porque todas as vezes que fui ao Brasil o público me recebeu com muito respeito e carinho. Há uma conexão muito linda entre nossas culturas e creio que isso se sente na hora de aceitar um artista. A outra parte tem de ver com a política cultural do país, que para mim preserva tudo o que consome, pois de fato a música brasileira é muito rica."

04 de fevereiro de 2012 | 03h07

Outra tendência marcante no festival - que se realiza entre os dias 18 e 21 no Cais da Alfândega, no Recife Antigo - é a música do Pará. No palco onde se consagraram Gaby Amarantos e Felipe Cordeiro nos anos anteriores, vão se apresentar nessa 17.ª edição a lendária Dona Onete e convidados, e Gang do Eletro. O veterano homenageado da vez é Tony Tornado.

Entre atrações internacionais inéditas ou pouco conhecidas no Brasil - OY - Joy Frempong (Suíça), Systema Solar (Colômbia), El Guincho (Espanha) e Silver Apples (EUA) - e brasileiros em ascensão com seus novos projetos, como Cibelle, Criolo, Bixiga 70, Sany Pitbull e Agridoce, os jovens e consagrados pernambucanos têm espaço garantido. Siba e Lirinha lançam seus trabalhos solos ali. Tibério Azul, Rumbanda, Embuás, DJ 440 e Stank (projeto do DJ Dolores com Yuri Queiroga), DJ Roger de Renor e Lucas e Orquestra dos Prazeres são as novidades.

O DJ Patrick Tor4, que marca ponto todos os anos, tem seu horário de destaque na abertura da terça-feira gorda, que vai fechar com Criolo. E domingo é dia de rolar de rir com as paródias políticas e sacanas do Quanta Ladeira. A programação é convidativa e, como sempre, vai faltar chão pra tanta gente na praça. / L.L.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.