Ratinho, quem diria, vai escrever novela

Seu primeiro espaço dentro da televisão foi na apresentação de um programa policial na CNT, um gênero de atração que hoje em dia ele sequer sonha em assistir - e diz que não faria novamente ?nem por todo o dinheiro do mundo?. O motivo, segundo Carlos Massa, mais conhecido como o apresentador Ratinho, é o excesso de coisas tristes tão explorado ultimamente pelos programas, não só pelos policiais, como também nos vespertinos. "A partir das três da tarde até a hora que começa a novela, só tem drama na televisão. Não sei como as pessoas ainda conseguem assistir a isso. Prefiro ver coisas alegres", garante o apresentador, que nos últimos meses iniciou algumas mudanças em seu programa, como a implantação da ?Quarta Maravilhosa?, em que traz artistas que estão fora da mídia há muito tempo para reativar o contato deles com o público. "O formato do programa com os testes de DNA vai se desgastar uma hora e a gente pensa em fazer algumas mudanças. Além do programa de quarta-feira, outra coisa que devemos mudar é o de sexta, que vai se chamar ´Feira Brasil´", adianta o apresentador, que aguarda apenas um aval de Silvio Santos para fazer tais modificações - ainda sob sigilo. Ratinho quer investir pesado em novelasOutra idéia de Ratinho é investir pesado na produção de novelas. A partir de um texto que escreveu há muitos anos, o apresentador contratou autores e roteiristas profissionais para preparar uma novela, que deve ser apresentada ao "patrão" com seu primeiro capítulo gravado dentro de uns 20 dias. "Vai ser uma novela rural e bem brasileira. Já tenho patrocinador para bancar os custos no Estado onde ela será gravada e tenho certeza de que será um sucesso", garante o apresentador. Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.