Raridades de Taiguara na era dos festivais

Há pouco a gravadora Joia Moderna, do DJ Zé Pedro, lançou um belo tributo a Taiguara (1945-1996), por vozes femininas contemporâneas. Agora é a vez de ele ressurgir interpretando canções de outros autores, como Vinicius e Baden Powell, Roberto Menescal, Antônio Adolfo e Tibério Gaspar, entre outros, na compilação Festivais. Se eles predominam no primeiro CD, o Taiguara compositor se destaca no segundo e, a propósito, assina as canções de maior sucesso no álbum duplo: Viagem, Hoje e Universo no Teu Corpo. A maioria das demais é raridade e há gravações ao vivo que permaneciam inéditas em disco. Mas os melhores registros são mesmo os feitos em estúdio, como as belas interpretações do cantor, acompanhado de orquestra, para Modinha (Sérgio Bittencourt) e A Grande Ausente (Francis Hime/Paulo César Pinheiro). O pesquisador Marcelo Fróes teve o cuidado de contar uma breve história sobre cada uma dessas canções que Taiguara defendeu nos grandes festivais de música popular brasileira entre 1966 e 1970 e reproduz as capas da maioria dos compactos e LPs em que elas foram gravadas.

Lauro Lisboa Garcia, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.