Rap perde veterano Gil Scott-Heron

Um dos precursores do rap, o músico norte-americano Gil Scott-Heron morreu na última sexta, aos 62 anos. Segundo o jornal New York Daily News, o artista, que durante anos foi dependente de cocaína, estava internado no hospital St. Luke"s, em Nova York, depois de regressar de uma viagem pela Europa. A causa de sua morte não foi divulgada. No ano passado, o músico chegou a confirmar um show no Brasil, que acabou desmarcado por problemas de saúde. Foi em 1971, com o tema A Revolução Não Será Televisionada, que ele se converteu em pioneiro da cultura hip hop. Também costumava ser chamado por muitos de "padrinho do rap".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.