Raimundo Carrero e Edney Silvestre levam prêmio SP de Literatura 2010

'A Minha Alma é Irmã de Deus' foi eleito o melhor livro do ano; jornalista ficou com o prêmio na categoria estreante, com 'Se Eu Fechar os Olhos'

estadao.com.br,

02 de agosto de 2010 | 21h19

SÃO PAULO - Raimundo Carrero é o vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura 2010. O escritor levou o prêmio com a obra A Minha Alma é Irmã de Deus, da editora Record. Já na categoria estreante quem levou o troféu foi Edney Silvestre, com o livro Se Eu Fechar os Olhos Agora, também da Record. A cerimônia de entrega da premiação ocorreu na noite desta segunda, 2, no Museu da Língua Portuguesa.

 

Os premiados Raimundo Carrero e Edney Silvestre. Fotos: Divulgação

 

Entre as obras que concorreram na categoria Melhor Livro do Ano estavam O Filho da Mãe, de Bernardo Carvalho, Leite Derramado, de Chico Buarque, O Albatroz Azul, de João Ubaldo Ribeiro, e Pornopopéia, de Reinaldo Moraes, entre outros.

 

Na categoria Melhor Livro do Ano - Estreante, foram finalistas A Passagem Tensa dos Corpos, de Carlos de Britto e Melo, Sinuca Embaixo d'Água, de Carol Bensimon e Ciranda de Nós, de Maria Carolina Maia. Cada um dos ganhadores receberá R$ 200 mil como premiação.

 

As capas dos livros eleitos os melhores. Fotos: Divulgação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.