Raí

O camisa 10 escolhe as mais memoráveis.

, O Estado de S.Paulo

14 de agosto de 2010 | 00h00

1. É BOM ANDAR A PÉ - Wilson Simoninha.

"Me lembra descalço, pé no chão e coração na mão. E ao mesmo tempo sonho e também inspiração."

2. QUE MARAVILHA - Jorge Ben.

"Para se jogar no amor puro que lava a alma."

3. ACABOU CHORARE - Novos Baianos.

"Simples com "dim gom dim gon gongongon" como "cá cá cá fé fé café" como "abelha zum zum e mel". "Simplismente" maravilhosa."

4. MARIA BETHÂNIA - Caetano Veloso.

"Do disco sem nome de 1971. Amor de saudade, lindo amor de irmão. A maneira mais linda de dizer Maria Bethânia."

5. CÉU DE SANTO AMARO - Flávio Venturini e Caetano Veloso.

"Essa é para se derreter, se encantar e viajar."

6. ANOS DOURADOS - Tom Jobim e Chico Buarque.

"A melhor versão que ouvi desta obra-prima está no CD que vem dentro da biografia escrita por Helena Jobim, irmã de Tom. Nela, o maestro está só ao piano, gravando a música para o Chico botar a letra. Procurem!"

7. MARICOTINHA - Dorival Caymmi e Chico Buarque.

"É uma diversão moleca, bem-humorada, para alegrar a vida."

8. IMUNIZAÇÃO RACIONAL - Tim Maia.

"Tudo de bom de black e soul da grande viagem espiritual de um gênio."

9. SÁ MARINA - Wilson Simonal.

"Balanço pra balançar a alma, ótimo pra impulsionar o dia. Do disco Alegria, Alegria Vol.2, de 1968."

10. REVOLUTION - The Beatles.

"Este clássico é essencial pra acordar o revolucionário que existe em cada um de nós."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.