Divulgação
Divulgação

'Rádio Estadão' é premiada pela APCA, que escolheu os melhores de 2016

Associação premiou também a novela 'Velho Chico', o ator Domingos Montagner pela carreira e a biografia de Rita Lee; confira a lista completa

Amilton Pinheiro, O Estado de S.Paulo

30 Novembro 2016 | 22h09

Os membros da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) se reuniram no Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo na noite desta quarta-feira, 30, para escolher os melhores de 2016 em nove áreas das artes: literatura, cinema, televisão, música erudita e música popular, artes visuais, rádio, teatro e teatro infantil.

Entre os vencedores, a Rádio Estadão se destacou com o prêmio de melhor repórter para Marcel Naves, que apresenta o Blitz Estadão (Estadão FM). Em Televisão, foram premiados a novela Velho Chico e o seriado Justiça, ambas da rede Globo, enquanto o Grande Prêmio da Crítica (in memoriam) foi para a careira do ator Domingos Montagner, que morreu de forma trágica, em setembro, enquanto nadava com a colega de trabalho, a atriz Camila Pitanga, no Rio São Francisco.

Os críticos de cinema premiaram Aquarius como melhor filme, mas preferiram a direção de Gabriel Mascaro em Boi Neon que a de Kleber Mendonça Filho. Andréia Horta venceu por sua interpretação da cantora Elis Regina no filme Elis, de Hugo Prata. Dois cantores que se aventuraram na literatura tiveram seus trabalhos reconhecidos pela APCA; Zeca Baleiro pelo livro infantil Quem Tem Medo de Curupira? (Companhia das Letras) e Rita Lee por sua polêmica autobiografia lançada recentemente pela Globo Livros e ganhou o Grande Prêmio da Crítica de Música Popular. A entrega dos prêmios será feita em março, no Sesc Pinheiros.

 

Confira os ganhadores:

ARQUITETURA

Trajetória: Sergio Ferro

Urbanidade: Projeto Ruas Abertas - Avenida Paulista / Fernando Haddad

Obra de arquitetura: Escola Senai São Caetano do Sul / Claudia Nucci e Valério Pietraróia - NPC Grupo Arquitetura

Preservação de patrimônio moderno: Luciano Brito Galeria - antiga Residência Castor Delgado Perez / Luciana Brito (promotora); João Paulo Beugger, José Armênio de Brito Cruz, Marcos Aldrighi e Renata Semin - Piratininga Arquitetos (readequação arquitetônica); André Paoliello (readequação paisagística)

Pesquisa: Atlas fotográfico da cidade de São Paulo e arredores / Tuca Vieira

Fronteiras da arquitetura: Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro / Fernando Meirelles, Daniela Thomas e Andrucha Waddington

Apropriação urbana: Ocupação Hotel Cambridge / Carmen Ferreira da Silva (líder comunitária); Pitchou Luambo (coordenador do Grupo de Refugiados e Imigrantes Sem Teto); Juliana Caffé, Yudi Rafael e Alex Flynn (curadores da Residência Artística Cambridge)

ARTES VISUAIS

Grande Premio Da Critica: Fernando Lemos

Exposição internacional: "O Triunfo da Cor" (CCBB)

Exposição nacional: "VOLPI Pequenos Formatos" (MAM)

Retrospectiva: "No Lugar Mesmo: Uma Antologia de Ana Maria Tavares" (Pinacoteca)

Fotografia: Gal Oppido ("Sentidos da Pele")

Arte e Reflexão: "O Instante Certo" (Dorrit Harazin)

Iniciativa cultural: "Programa Metropolis" (TV Cultura)

CINEMA

Filme: "Aquarius",de Kleber Mendonça Filho 

Diretor: Gabriel Mascaro, por "Boi Neon"

Roteiro: Kleber Mendonça Filho por "Aquarius" 

Ator: Júlio Andrade, por "Sob Pressão"

Atriz: Andréia Horta, por "Elis" 

Documentário: "Cinema Novo", de Eryk Rocha

Fotografia: Diego García, por "Boi Neon" 

LITERATURA

Grande Prêmio da Crítica: "A Ditadura Acabada -5", de Elio Gaspari (Intrínseca)

Romance/Novela: "Como Se Estivéssemos em Palimpsesto de putas", de Elvira Vigna (Companhia das Letras)

Ensaio/Teoria e/ou Crítica Literária/ Reportagem: "Trópicos Utópicos", de Eduardo Giannetti da Fonseca (Companhia das Letras)

Infantil/Juvenil: "Quem tem medo de curupira?", de Zeca Baleiro, ilustrações de Raul Aguiar (Companhia das Letras)

Poesia: "Rol", de Armando Freitas Filho (Companhia das Letras)

Contos/Crônicas: "A(s) Mulher(es) que eu amo", de Eros Grau (Globo Livros)

Tradução: "[um amor feliz]", de Wislawa Szymborska, tradução de Regina Przybycien (Companhia das Letras)

Biografia/Autobiografia/Memória: "Rita Lee: Uma Biografia", de Rita Lee (Globo Livros)

MÚSICA ERUDITA

Espetáculo de ópera: Don Quichotte de Massenet. (Theatro São Pedro, abril/2016, direção Jorge Takla)

Prêmio Especial pelo conjunto da obra: Maestro Roberto Duarte (pela revisão sistemática das obras de Carlos Gomes e de Tommaso Traetta)

Instrumentista: Emannuele Baldini (Spalla da Osesp e Líder do Quarteto Osesp)

Regente de Orquestra: Valentina Pelleggi

Projeto Musical: Programa Preludio da TV Cultura

Cantor Lírico: Rodolfo Giugliani (Lo Schiavo, Theatro Municipal RJ outubro/2016; Il Tabarro, Teatro San Carlo de Nápoles, novembro/2016)

MÚSICA POPULAR

GRANDE PREMIO DA CRITICA: Rita Lee (por sua carreira)

Artista do Ano: Céu

Melhor Álbum: "MM3", Metá Metá

Produção e Direção Artística: Rica Amabis, Daniel "Ganjaman" Takara e Tejo Damasceno por "Sabotage", Sabotage

Revelação: Mahmundi por "Mahmundi"

Projeto Especial: SIM São Paulo

Show: BaianaSystem

Homenagem: Fernando Faro (In Memorian)

RÁDIO

Prêmio Especial do Juri: Bradesco Esportes FM, pela cobertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016

Humorista - Emerson França - Band Bom Dia - Band FM

Apresentador (entretenimento): Serafim Costa Almeida - Banda de Todas as Bandas - Capital AM 1040

Produtor (entretenimento): Mariana Piza - Programa Maritaca - Rádio Vozes 

Produtor jornalístico: Renan Sukevicius - Em Alta Frequência - BandNews FM

Repórter: Marcel Naves - Blitz Estadão - Estadão FM

Colunista: - Claudio Zaidan - Esporte Notícia e Esporte Notícia Internacional - Bandeirantes AM/FM

TEATRO

Grande Prêmio da Crítica: Maria Alice Vergueiro

Espetáculo: Sobre Ratos e Homens

Diretor: João Falcão (Gabriela, um Musical) e Kiko Marques (Sínthia)

Autor/Dramaturgia: Vinicius Calderoni (Os Arqueólogos)

Ator: Leonardo Fernandes (Cachorro Enterrado Vivo)

Atriz: Denise Weinberg (O Testamento de Maria)

Prêmio Especial: Lenise Pinheiro (pelo registro histórico da cena teatral paulista) 

TEATRO INFANTO-JUVENIL

Grande Prêmio da Crítica - Peer Gynt, direção de Gabriel Villela

Melhor Espetáculo de Valorização da Cultura Popular - Caminho da Roça (Grupo As Meninas do Conto)

Melhor Espetáculo de Bonecos - Berenices (Grupo Morpheus Teatro)

Melhor Espetáculo de Inclusão e Acessibilidade - Feio (Coletivo Grão de Arte e Cidadania)

Melhor Espetáculo Interativo - Chiquita Bacana no Reino das Bananas (Grupo Folias D'Arte)

Melhor Espetáculo de Texto Adaptado - Henriques (Cia Vagalum Tum Tum)

Melhor Espetáculo sobre Diversidade Sexual e de Gênero no Universo Infanto Juvenil - A Princesa e a Costureira (grupo Teatro da Conspiração, de Santo André)

TELEVISÃO

Grande Prêmio da Crítica: Domingos Montagner, pelo conjunto da obra (In Memoriam)

Novela: "Velho Chico" (Benedito Ruy Barbosa/TV Globo) 

Atriz: Selma Egrei (Velho Chico/TV Globo)

Ator: Marco Ricca (Liberdade, Liberdade/TV Globo) 

Diretor: José Luiz Villamarim (Justiça/TV Globo)

Série: Justiça (de Manuela Dias/TV Globo)

Infantil: "D.P.A - Detetives do Prédio Azul" (Gloob)

Cobertura Rio-2016: SporTV

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.