Divulgação
Divulgação

'Quidam', espetáculo do Cirque Du Soleil, chega a SP

Montado pela primeira vez em 1996, número histórico da trupe já passou por sete cidades brasileiras

Guilherme Conte e Luiza Pereira, de O Estado de S. Paulo,

19 Fevereiro 2010 | 05h00

Os integrantes do Cirque Du Soleil chegam a São Paulo com as malas cobertas de etiquetas - e o corpo queimado de sol. Quidam, o terceiro espetáculo da história da trupe blockbuster canadense, montado pela primeira vez em 1996, começa a sua temporada na cidade depois de passar, desde junho, por Fortaleza, Olinda, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Rio de Janeiro.

 

A história de uma adolescente solitária que se refugia em um mundo de sonhos e fantasias serve de base para o grupo construir os números que lhe conferiram fama - e se tornaram marcas registradas dos seus 25 anos de história, completados ano passado. O público pode ir ao Parque Villa-Lobos com a certeza de que verá, portanto, as acrobacias circenses impressionantes, os figurinos caprichados e o apuro visual de encher os olhos que costumam integrar os espetáculos da trupe.

 

250

é o número aproximado de figurinos de 'Quidam', que os artistas tiram e põem em trocas rápidas.

15

são as nacionalidades dos 50 artistas que integram o elenco. Três deles são brasileiros.

9 milhões

de espectadores já viram o espetáculo nos 14 anos em que está em cartaz, em 20 países.

 

 

Parque Villa-Lobos (2.600 lug.). Av Queiroz Filho, s/nº, Alto de Pinheiros, 4004-3100. 150 min. 13 anos. 5ª e 6ª, 21h; sáb., 17h e 21h; dom., 16h e 20h. R$ 190/R$ 390 (mais R$ 140 dão acesso a serviços especiais). Até 28/3.

Mais conteúdo sobre:
Cirque Du Soleil Quindam

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.